Andorinha

A andorinha é um dos símbolos que nos transporta imediatamente para o romantismo e para o tempo primaveril. Mas este animal tem vários significados nas diferentes culturas.

Por ser uma ave que se relaciona apenas com um parceiro durante a sua vida, e sendo uma ave migratória, esta faz com que simbolize em muitas culturas o retorno e a fertilidade.

Portugal adoptou a andorinha como símbolo há muitos anos atrás. Anunciando a Primavera e o início dos namoros, este animal é conhecido no nosso país de cinco formas diferentes. Apesar de todas as espécies serem diferentes, e de já muitas ilustrações serem já apenas isso mesmo, a andorinha começou a ser produzida e conhecida como símbolo quando Rafael Bordalo Pinheiro decidiu produzi-las. Foi na conhecida cerâmica das Caldas da Rainha, que a andorinha de asas pretas que o próprio desenhou, ganhou forma.

Por muito que se tentasse, naquele tempo, perceber o porquê deste símbolo ser tão importante, ninguém conseguia realmente compreender qual o motivo para a andorinha ser um símbolo tão português.
Aos dias de hoje, já é conhecida a razão para que as andorinhas sejam tão nossas. Estas criam um fenómeno migratório que é então conhecido como uma feliz analogia ao povo português. Podíamos apenas falar de factos históricos, mas tal como se verifica nos dias de hoje, o povo português volta sempre a casa ou tem pretensões para tal, quando conhece outros países e/ou tenta começar uma vida noutro local.

É desta forma que, a andorinha, é um dos símbolos que se mantém muito actual e está presente em qualquer geração. Seja uma andorinha de cerâmica presente na casa dos nossos avós, uma tatuagem na pele de um jovem ou numa t-shirt da Think out.

Deixar uma resposta